22 May 2015

Para onde deveria caminhar a relação estratégica entre a UE, a América Latina e o Caribe?

Em um mundo cada vez mais volátil e complexo, as relações entre a União Europeia, a América Latina e o Caribe atravessam um momento difícil. A ascensão de novas potências, como a China, mudou o equilíbrio geopolítico, condicionando a relação euro-latino-americana.

Para poder continuar alimentando a relação entre a UE, a América Latina e o Caribe, é necessário apresentar uma estratégia baseada nos laços de união, tais como uma mesma matriz de identidade, uma história comum e fortes vínculos comerciais, sendo conscientes de que o mundo mudou.

Este relatório elaborado pela Desenvolvendo Ideias analisa a evolução da relação entre a União Europeia, a América Latina e o Caribe perante a cúpula UE-CELAC, em Bruxelas, que será realizada nos próximos dias 10 e 11 de junho e aborda as questões que devem ser levadas em conta para poder garantir essa relação.

Esta publicação conta com uma apresentação de José Isaias Rodríguez, vice-presidente de Assuntos Europeus da LLORENTE & CUENCA, na qual ele reafirma a necessidade de garantir a relação euro-latino-americana baseada em valores compartilhados e de adaptá-la à nova ordem mundial.

Jorge Cachinero, Diretor Corporativo de Inovação da LLORENTE & CUENCA

ESPAÑOL
ENGLISH
PORTUGUÊS
PORTUGUÊS-BRASIL

Artigos Relacionados

Este sitio web utiliza cookies, tanto propias como de terceros, para recopilar información estadística sobre su navegación. Si continúa navegando, consideramos que acepta su uso.

ACEPTAR
Aviso de cookies