11 March 2014

A identificação antecipada de tendências de opinião em redes sociais, chave na gestão de crises

Nos últimos anos, o setor da comunicação sofreu uma significativa transformação motivada pela chegada das redes sociais. Neste novo entorno, estamos com novos desafios e oportunidades. Provavelmente, um dos principais desafios que emcaramos os profissionais deste setor é a dificuldade, cada vez maior, de lidar com a crise de comunicação.

A imprensa digital e as redes sociais são os principais responsáveis por esta mudança. Por um lado, aumentaram exponencialmente a visibilidade dos riscos reputacionais que uma organização pode sofrer e, por outro, amplificaram a magnitude de qualquer incidência, fazendo com que o prestígio empresarial que custou anos para ser formado possa cambalear em apenas cinco minutos.

No entanto, as redes sociais também se transformaram em um excelente monitor de alerta antecipado. Ao contrário da crença popular, a maioria das crises não explode de forma imprevista na Internet. Por isso, é necessário ir à frente da escuta tradicional para chegar a um monitor de identificação de tendências de riscos. De fato, este monitor de riscos online permite às companhias voltar o foco àqueles riscos que mais lhes preocupam.

Neste Relatório analisamos as chaves deste novo entorno, os desafios e oportunidades que enfrentamos os profissionais da comunicação e as principais características que um bom monitor de riscos online deveria ter.

Luis González, Diretor de Comunicação de Crise da LLORENTE & CUENCA na Espanha
Iván Pino, Diretor de Comunicação Online da LLORENTE & CUENCA para Espanha e Portugal

ESPAÑOL
ENGLISH
PORTUGUÊS
PORTUGUÊS-BRASIL

Artigos Relacionados

Este sitio web utiliza cookies, tanto propias como de terceros, para recopilar información estadística sobre su navegación. Si continúa navegando, consideramos que acepta su uso.

ACEPTAR
Aviso de cookies