02 April 2014

Reputação e Cidadania

Com os atos realizados em 1º de abril em Buenos Aires, na Universidade de San Andrés e no Jóquei Clube, respectivamente, começou o processo de apresentação do terceiro livro da d+i LLORENTE & CUENCA, Reputación y Ciudadanía, na América Latina e em Portugal e Espanha.

Como no caso dos dois anteriores, que abordaram as dimensões Inovação e Liderança, respectivamente, da Reputação, o novo livro da d+i LLORENTE & CUENCA é, também, uma obra coletiva que, neste ano, tem o privilégio de contar com o Prólogo do Professor Charles Fombrun, Presidente Fundador do Reputation Institute, e com um Epílogo de Paulo Nassar, Presidente da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (ABERJE) e Professor Doutor e Livre-Docente da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).

Reputación y Ciudadanía põe foco na dimensão Cidadania da Reputação e aborda, por isso, as mudanças sociais e as novas dinâmicas de empoderamento dos cidadãos que estão acontecendo no atual momento e que tanto impacto estão tendo no cumprimento da Visão, a Missão e os Planos Estratégicos das companhias e as instituições financeiras e as oportunidades que, para estas, se abrem para sustentar sua vantagem competitiva pela via da gestão da Reputação, da relação com o Regulador e do uso das novas tecnologias da informação e da comunicação.

No contexto atual, os cidadãos têm, cada vez mais, uma capacidade de iniciativa e uma maior relevância social que afeta diretamente os modelos de negócio de empresas e instituições financeiras que precisam obter, de forma permanente, licença social para operar nos mercados.

As organizações empresariais e financeiras já não serão capazes de ser sustentáveis a longo prazo se não cuidarem e colocarem no alto de suas preocupações a gestão de sua Reputação.

De fato, um dos principais desafios para a gestão da Reputação de companhias e instituições financeiras – e, por certo, também dos países e seus governos – é dar resposta às reivindicações dos cidadãos, cada vez mais críticos e exigentes, que exercem um ativismo que só será superado através da confiança, o compromisso e a transparência das organizações. Definitivamente, através da proteção, enriquecimento e engrandecimento de sua Reputação.

Jorge Cachinero, Diretor Corporativo de Reputação e Inovação da LLORENTE & CUENCA

ESPAÑOL
Para leerlo en ordenadores y tabletas
Para leerlo en Kindle

Artigos Relacionados

Este sitio web utiliza cookies, tanto propias como de terceros, para recopilar información estadística sobre su navegación. Si continúa navegando, consideramos que acepta su uso.

ACEPTAR
Aviso de cookies