19 February 2015

Integridade, reputação e jornalismo de marca

Não faltam empresas administradas sob princípios de sustentabilidade corporativa que, com maior ou menor desdobramento, investem na legitimidade da marca e não só em sua diferenciação. Companhias que fazem o correto em sua relação com trabalhadores, fornecedores, autoridades, investidores e clientes, mas que não conseguem que essas experiências se transformem em expressões compartilhadas pela opinião pública.

Estamos convencidos de que é algo possível e que deve ser conseguido, mas fazê-lo exige mudanças substanciais, tanto na estrutura de comunicação (alocação de recursos, organização de funções e articulação de procedimentos) como na forma de dialogar com os grupos de interesse.

Iván Pino, diretor de Comunicação Online da LLORENTE & CUENCA Espanha 
Georgina Rosell, diretora da RSC e Fundaciones Corporativas da LLORENTE & CUENCA Espanha

ESPAÑOL
ENGLISH
PORTUGUÊS-BRASIL

Artigos Relacionados

Este sitio web utiliza cookies, tanto propias como de terceros, para recopilar información estadística sobre su navegación. Si continúa navegando, consideramos que acepta su uso.

ACEPTAR
Aviso de cookies