23 May 2016

Reformas 2.0 na América Latina: lograr crescimento com desenvolvimento

O mundo mudou e a globalização encurtou distâncias, mostrando-nos que os continentes agora estão mais próximos, gerando novos desafios, novas prioridades e novos mercados. Além de símbolos que unem (e unificam) um país, também há características que aproximam os continentes.

Quanto ao panorama da região latino-americana, em muito pouco tempo o viés da análise sobre sua situação econômica mudou radicalmente. Neste momento, avalia-se de maneira completamente oposta a que, até muito pouco tempo atrás, se considerava como a década “dourada”, na atualidade todos os organismos internacionais coincidem em assinalar a situação como preocupante.

O desafio não é recuperar o crescimento, mas conseguir desenvolvimento. Para isto é necessária uma mudança estrutural no modelo de desenvolvimento, baseada na competitividade que se obteria mediante a educação qualificada, infraestruturas ou investimento em altas tecnologias a fim de chegar a diversificar o aparato produtivo, agregando maior valor às matérias-primas.

Neste informe especial analisa-se a situação da América Latina, seus acertos e erros na gestão e as oportunidades de se obter desenvolvimento econômico junto com um desenvolvimento sustentável.

Arturo Pinedo, sócio e diretor-geral para Espanha e Portugal da LLORENTE & CUENCA

Tiago Vidal, diretor-geral da LLORENTE & CUENCA Portugal

ESPAÑOL
ENGLISH
PORTUGUÊS
PORTUGUÊS-BRASIL

Artigos Relacionados

Este sitio web utiliza cookies, tanto propias como de terceros, para recopilar información estadística sobre su navegación. Si continúa navegando, consideramos que acepta su uso.

ACEPTAR
Aviso de cookies