15 November 2016

Conteúdos imersivos ou o fim das nossas vidas aborrecidas

As crescentes experiências com conteúdos imersivos, não só permitem que os consumidores visitem novos mundos e diferentes vivências, como são também a oportunidade perfeita para dar resposta à era da transparência: para demonstrar, em vez de prometer e para contar histórias, nas quais os consumidores possam sentir-se os protagonistas.

Neste artigo, Julio Alonso e eu revemos a curta história dos conteúdos imersivos e antecipamos qual o futuro desta tendência que nos permite contar histórias desde o centro das mesmas.

David González Natal, diretor da Área de Consumer Engagement da LLORENTE & CUENCA España

ESPAÑOL
ENGLISH
PORTUGUÊS
PORTUGUÊS-BRASIL

Artigos Relacionados

Este sitio web utiliza cookies, tanto propias como de terceros, para recopilar información estadística sobre su navegación. Si continúa navegando, consideramos que acepta su uso.

ACEPTAR
Aviso de cookies